Category Archives: GP2 Series

Davide Valsecchi lidera treino livre da GP2 em Hockenheim

Davide Valsecchi

Davide Valsecchi liderou o treino livre da etapa de Hockenheim da GP2, realizado na manhã desta sexta-feira. Os 30 minutos da sessão tiveram, na prática, apenas 20 minutos durante os quais os pilotos puderam entrar na pista, devido a um forte acidente com Giancarlo Serenelli, que paralisou o treino por 10 minutos. Quando a sessão recomeçou, estava a chover, e os tempos continuaram como estavam antes.

Valsecchi levou a melhor um duelo dos líderes do campeonato. O brasileiro Luiz Razia, que o superou na etapa de Silverstone, há duas semanas, ficou com a segunda posição, a 0,120s, enquanto Esteban Gutiérrez terminou com o terceiro tempo do dia.

Depois de os pilotos da F1 foram à pista pela primeira vez em Hockenheim, na Alemanha, foi a vez dos jovens da GP2 acelerarem pelo tradicional circuito. A sessão de 30 minutos, a única que os pilotos têm para se habituar ao traçado, começou com pista seca, mas com um céu bastante nublado.

Na primeira metade do treino, os três melhores do campeonato até aqui estabeleceram os melhores tempos, não necessariamente na mesma ordem do que aponta a tabela de pontuação. Davide Valsecchi era o primeiro, com um tempo de 1:24:031, 0,120s a frente de Luiz Razia, e Esteban Gutiérrez era o terceiro.

Mas a sessão estava tranquila demais. Até demais. Com dezesseis minutos restando, Giancarlo Serenelli alargou um pouco a entrada do estádio e subiu na grama. No regresso ao asfalto, o carro virou repentinamente para a direita e chocou com violência contra o muro de proteção. O venezuelano da Lazarus saiu do carro sozinho, porém, pareceu um pouco baqueado pelo impacto. A bandeira vermelha tremulou quase que instantaneamente após o acidente.

Acabava ali o treino. A pista chegou a ser reaberta, a seis minutos do fim, porém, durante o período de paralisação, durante o qual o relógio não parou, a chuva voltou a cair no Hockenheimring, e pneus de chuva foram preparados pelas equipas.

Contudo, não foram todos que optaram por usar pneus ‘biscoito’. Fabio Leimer saiu das boxes ainda com os compostos slicks, e deu-se mal: era visível a sua dificuldade em controlar o monolugar na pista. Mesmo Giedo van der Garde, que colocou pneus intermédios, encontrou algumas dificuldades no regresso.

E foi isso. Com a pista molhada, ninguém conseguiu melhorar os tempos estabelecidos anteriormente, e nenhum erro grande foi cometido. Ou seja, a mistura do acidente de Serenelli com a intervenção dos céus acabou como treino. A classificação acontece ainda nesta sexta, após o segundo treino livre da F1.

Confira os tempos:

Pos  Driver               Team                Time       Gap
 1.  Davide Valsecchi     DAMS                1m24.031s
 2.  Luiz Razia           Arden               1m24.151s  + 0.120s
 3.  Esteban Gutierrez    Lotus               1m24.269s  + 0.238s
 4.  Stefano Coletti      Coloni              1m24.289s  + 0.258s
 5.  Giedo van der Garde  Caterham            1m24.337s  + 0.306s
 6.  Fabio Leimer         Racing Engineering  1m24.342s  + 0.311s
 7.  James Calado         Lotus               1m24.462s  + 0.431s
 8.  Max Chilton          Carlin              1m24.573s  + 0.542s
 9.  Marcus Ericsson      iSport              1m24.622s  + 0.591s
10.  Fabio Onidi          Coloni              1m24.688s  + 0.657s
11.  Josef Kral           Addax               1m24.804s  + 0.773s
12.  Johnny Cecotto Jr    Addax               1m24.838s  + 0.807s
13.  Tom Dillmann         Rapax               1m24.888s  + 0.857s
14.  Nigel Melker         Ocean               1m24.924s  + 0.893s
15.  Jolyon Palmer        iSport              1m24.965s  + 0.934s
16.  Nathanael Berthon    Racing Engineering  1m24.974s  + 0.943s
17.  Felipe Nasr          DAMS                1m24.977s  + 0.946s
18.  Rodolfo Gonzalez     Caterham            1m25.051s  + 1.020s
19.  Rio Haryanto         Carlin              1m25.108s  + 1.077s
20.  Simon Trummer        Arden               1m25.557s  + 1.526s
21.  Stephane Richelmi    Trident             1m25.665s  + 1.634s
22.  Victor Guerin        Ocean               1m26.071s  + 2.040s
23.  Sergio Canamasas     Lazarus             1m26.475s  + 2.444s
24.  Julian Leal          Trident             1m26.762s  + 2.731s
25.  Giancarlo Serenelli  Lazarus             1m27.459s  + 3.428s
26.  Ricardo Teixeira     Rapax               1m28.126s  + 4.095s

Luiz Razia vence e amplia vantagem para Valsecchi no campeonato

Luiz Razia

A corrida complementar da etapa da Inglaterra da GP2 terminou com líder e vice-líder do campeonato de 2012 nas duas primeiras posições, e com vitória brasileira. Sem chuva em Silverstone, embora nuvens negras rondassem o circuito durante toda a prova preliminar da F1, Luiz Razia venceu depois de começar a prova com três belas ultrapassagens sobre Davide Valsecchi, Felipe Nasr e Giedo Van der Garde para assumir a liderança e não mais perdê-la.

Esta foi a quarta vitória de Razia na GP2 em 2012, mas poderia ter sido a primeira de outro brasileiro, Nasr. O atual campeão da F3 Inglesa pressionou Razia durante metade da corrida, mas Razia não se abalou em momento algum com a pressão e manteve-se à frente. Nasr, então, perdeu rendimento com um desgaste mais acentuado dos pneus, e foi superado por seu companheiro de Dams, caindo para terceiro.

Líder e vice-líder do campeonato, então, passaram a disputar a vitória, e Valsecchi chegou a ficar a menos de 1s de Razia, porém, o brasileiro recuperou, fez uma sequência de voltas rápidas e voltou a abrir para o rival. Uma prova dominante do piloto da Arden, que agora tem seis pontos de vantagem sobre Valsecchi na tabela de classificação.

Nasr precisou, nas voltas finais, garantir um lugar no pódio, defendendo-se dos ataques de Johnny Cecotto e Esteban Gutiérrez, e o fez com sucesso. Assim, o estreante na GP2 conseguiu mais um pódio na sua primeira temporada na categoria.

A prova começou com um duelo envolvendo líder e vice-líder do campeonato. Giedo Van der Garde fez uma partida segura e manteve a ponta, e Felipe Nasr saltou para segundo. Luiz Razia e Davide Valsecchi disputaram, então, o terceiro lugar, e o brasileiro fez uma ultrapassagem por fora, na curva Stowe. Os dois ainda ficaram lado a lado até a curva seguinte, a última do novo traçado do circuito inglês, onde, por dentro, Razia consolidou a manobra.

O piloto da Arden começou a corrida insaciável. Depois de superar Valsecchi, ele não demorou nem um pouco para passar por Nasr e, na segunda passagem pela curva Stowe, repetiu a manobra que executara sobre o italiano. Na segunda volta, que largou em quarto, Razia era líder. Van der Garde não tinha ritmo, e perdeu o segundo lugar para Nasr. Valsecchi também não ia bem, e perdeu a quarta posição para Johnny Cecotto Jr.

A partir da terceira volta, o que se viu na pista foi uma luta a valer a liderança entre Razia e Nasr. O desempenho da dupla brasileira era superior ao do resto do pelotão e, mesmo lutando entre si, os dois começaram a construir uma vantagem para os demais. Nasr, é claro, queria chegar a sua primeira vitória na GP2, enquanto Razia pensava apenas em somar mais um triunfo e mais pontos importantes para o campeonato.

Valsecchi recuperou a quarta posição, e partiu para o ataque sobre Van der Garde. Ele precisava chegar o mais perto de Razia, para evitar que o piloto da Arden abrisse uma vantagem grande na batalha pelo título da categoria.

Na sétima volta, Nasr tentou passar Razia na segunda curva, mergulhou por dentro, mas passou do ponto e levou uma ‘tesoura’. Na mesma passagem, Valsecchi deixou Van der Garde para trás e regressou a terceira posição. Estava a 4,2s de Razia.

Após a tentativa frustrada de ultrapassagem de Nasr sobre Razia, o líder do campeonato, enfim, conseguiu abrir um pouco para o compatriota. Na 12ª volta, pela primeira vez a diferença entre os dois superou a casa de 1s. Neste ponto, Valsecchi era mais rápido que os brasileiros, e tornou inexistente a distância anterior de 4,2s. A oito voltas do fim, o italiano ultrapassou Nasr com alguma facilidade. Aquilo significava que, nos momentos finais da corrida haveria um duelo direto pela vitória entre líder e vice-líder da GP2. Era preciso descontar os 2,6s que Razia abrira enquanto os dois pilotos da Dams disputavam o segundo lugar.

Vale uma menção à boa prova de Esteban Gutiérrez. Largando em oitavo, o vencedor da corrida de sábado protagonizou bons duelos com Jolyon Palmer e Nigel Melker, e entrou na luta pelo pódio com Nasr e Cecotto nas voltas finais. A duas voltas do fim, o mexicano passou o venezuelano e subiu para quarto. Pouco depois errou ao tentar passar por Nasr e perdeu o posto.

Nas voltas finais, Valsecchi chegou a estar a menos de 1s de Razia, mas com frieza, o brasileiro mostrou que estava a administrar a situação e voltou a abrir para o italiano. A vitória, então, ficou mais tranquila.

A luta pelo pódio ainda viu um acidente que deixou a vida de Nasr mais tranquila. O piloto da DAMS tinha Cecotto e Gutiérrez no seu encalço, mas os latino-americanos, que formaram uma dobradinha na corrida de sábado em Silverstone, tocaram-se. O venezuelano foi parar no muro de proteção, e Gutiérrez cruzou a linha de chegada na quarta posição. Palmer foi quinto, seguido por Melker, mais uma vez nos pontos, a segunda vez em sua carreira na GP2, Marcus Ericsson e Fábio Onidi.

A oitava etapa da temporada está marcada para daqui a duas semanas, sempre acompanhando o calendário da F1, em Hockenheim, na Alemanha.

Confiras os resultados:

Pos Driver Team Time/Gap
 1.  Luiz Razia           Arden                37m28.656s
 2.  Davide Valsecchi     DAMS                   + 5.642s
 3.  Felipe Nasr          DAMS                  + 17.775s
 4.  Esteban Gutierrez    Lotus                 + 19.969s
 5.  Jolyon Palmer        iSport                + 25.869s
 6.  Nigel Melker         Ocean                 + 28.600s
 7.  Marcus Ericsson      iSport                + 31.980s
 8.  Fabio Onidi          Coloni                + 35.797s
 9.  Fabio Leimer         Racing Engineering    + 38.127s
10.  Josef Kral           Addax                 + 40.378s
11.  Simon Trummer        Arden                 + 40.533s
12.  Rio Haryanto         Carlin                + 48.471s
13.  Daniel de Jong       Rapax                 + 54.161s
14.  Nathanael Berthon    Racing Engineering    + 54.643s
15.  Ricardo Teixeira     Rapax               + 1m15.967s
16.  Giancarlo Serenelli  Lazarus             + 1m17.971s
17.  Julian Leal          Trident             + 1m30.456s

Retirements:

     Johnny Cecotto       Addax                   20 laps
     Max Chilton          Carlin                  19 laps
     James Calado         Lotus                   19 laps
     Giedo van der Garde  Caterham                19 laps
     Fabrizio Crestani    Lazarus                 19 laps
     Rodolfo Gonzalez     Caterham                 3 laps
     Stephane Richelmi    Trident                  0 laps
     Stefano Coletti      Coloni                   0 laps
     Victor Guerin        Ocean                    0 laps

Fabio Leimer ‘entrega’ vitória a Esteban Gutierrez

Esteban Gutierrez

Esteban Gutiérrez venceu a primeira corrida da etapa de Silverstone da GP2. O mexicano capitalizou em cima da estratégia fraca de Fabio Leimer para ficar com a vitória em uma prova marcada pela chuva na Inglaterra. O suíço construiu uma larga vantagem nas primeiras voltas, mas não parou nas boxes no momento certo e, quando o safety-car entrou na pista, toda aquela diferença desapareceu instantâneamente.

Leimer tentou ainda arriscar um pouco mais, mas não conseguiu, e precisou parar em uma segunda intervenção do safety-car, a poucos minutos do fim. Gutiérrez, com isso, relargou na frente a duas voltas do fim e não permitiu a aproximação do venezuelano Johnny Cecotto Jr., que completou a dobradinha latino-americana em Silverstone. Um piloto da casa também teve vez, Jolyon Palmer terminou em terceiro.

Resistindo à pressão de Luiz Razia no fim, Nigel Melker terminou em quarto, mas o quinto posto bastou para que o brasileiro assumisse a liderança do campeonato de 2012. Razia chegou à Inglaterra um ponto atrás de Davide Valsecchi, que cruzou a linha de chegada em sétimo, e agora está a frente do italiano na tabela de classificação. Entre eles chegou Felipe Nasr, em sexto. No oitavo lugar, Giedo Van der Garde faturou a pole-position para a corrida que acontecerá neste domingo.

Antes mesmo da corrida da GP2 começar de verdade um acidente já tinha acontecido na encharcada pista de Silverstone. A partida foi dada atrás do safety-car, e Daniel de Jong, na entrada da Copse, atingiu a traseira de Rodolfo González, e abandonou. González entrou nas boxes e ficou algumas voltas ali parado para que fosse montada uma nova asa traseira.

O safety-car deixou a pista na sétima volta, e sem muitas emoções nas primeiras posições. Fabio Leimer manteve a ponta, Johnny Cecotto continuou em segundo e Jolyon Palmer em terceiro. Em sétimo, Luiz Razia foi ultrapassado por Max Chilton, mas devolveu a manobra na volta seguinte com uma bela ultrapassagem na curva Copse.

Sem spray na cara, Leimer era muito mais rápido que todo o resto, abriu quase 3s na primeira volta e mais 1,5s na segunda (de bandeira verde) e já tinha 3,7s de vantagem sobre Cecotto. Todos tomavam muito cuidado para não fazer nada de errado nas primeiras voltas. Palmer fez, e escapou da pista, mas conseguiu regressar sem perder posições ou quaisquer prejuízos adicionais. Mudanças de posição constantes, só no fim do pelotão.

Valendo a nona posição, Rio Haryanto ultrapassou Josef Kral, para tentar iniciar uma caça a Chilton e lutar pela pole-position para a segunda corrida. Razia mantinha-se em sétimo. E as paragens na box começavam a acontecer. James Calado abandonou logo depois da sua com problemas. Palmer, terceiro, parou a seguir, e voltou a frente de Nasr, mas atrás de Esteban Gutiérrez.

A 14 minutos do fim da prova, que terminaria por tempo, o safety-car voltou a ser acionado, para que o carro de Calado fosse removido, e viria a causar um estardalhaço na ordem dos pilotos. Para Leimer, a vitória se tornava distante, visto que ele perdeu toda a vantagem que construiu e não fez o seu pit-stop. Todos os demais foram às boxes neste momento.

A luta pela vitória ficou, então, completamente aberta, já que Leimer estava de fora. O ponto alto da relargada foi a disputa entre os dois brasileiros, em sexto e sétimo, respectivamente, Razia e Nasr. Razia, de maneira impressionante, conseguiu manter-se a frente, mas com a recuperação de Valsecchi, oitavo, não era mais certo que o baiano deixaria a corrida de hoje como líder do campeonato.

O safety-car voltou a liderar a corrida então, a 6min30s do fim, quando Coletti, pela segunda vez, deixou os limites da pista. Desta vez, ele ficou parado em posição perigosa na saída da Becketts, motivando a entrada do carro de segurança. Foi só ali que Leimer fez a sua paragem obrigatória, um erro de estratégia que lhe custou a vitória, regressando em 18º.

Na relargada, duas voltas depois, Gutiérrez era o novo líder, seguido por Cecotto, Palmer e Nigel Melker. Razia agora era quinto, seguido por Nasr e Valsecchi, e Giedo Van der Garde, pole-provisório para a segunda corrida.

Razia, burocrático até então, viu-se, após a relargada, numa posição de atacar Melker e Palmer para lutar por um lugar no pódio, mas não haveria tempo para tanto, dada a resistência do quarto classificado. Sem arriscar uma manobra que jogaria o bom resultado e a liderança do campeonato fora, o brasileiro manteve-se em quinto, numa luta que durou até a volta final.

Dobradinha latino-americana, pois, com a vitória de Gutiérrez, Cecotto em segundo e Palmer, correndo em casa, na terceira posição. Melker foi quarto e Razia, novo líder da temporada da GP2, terminou na quinta posição, seguido por Nasr e Valsecchi.

Confira os resultados:

Pos Driver Team Time/Gap
 1.  Esteban Gutierrez    Lotus               1h00m22.657s
 2.  Johnny Cecotto       Addax                   + 1.700s
 3.  Jolyon Palmer        iSport                  + 5.257s
 4.  Nigel Melker         Ocean                   + 6.368s
 5.  Luiz Razia           Arden                   + 6.523s
 6.  Felipe Nasr          DAMS                    + 7.552s
 7.  Davide Valsecchi     DAMS                    + 9.051s
 8.  Giedo van der Garde  Caterham                + 9.841s
 9.  Max Chilton          Carlin                 + 11.116s
10.  Rio aryanto          Carlin                 + 11.958s
11.  Fabrizio Crestani    Lazarus                + 12.130s
12.  Nathanael Berthon    Racing Engineering     + 12.843s
13.  Fabio Onidi          Coloni                 + 14.982s
14.  Stephane Richelmi    Trident                + 15.701s
15.  Fabio Leimer         Racing Engineering     + 16.421s
16.  Simon Trummer        Arden                  + 16.818s
17.  Josef Kral           Addax                  + 17.833s
18.  Victor Guerin        Ocean                  + 18.167s
19.  Ricardo Teixeira     Rapax                  + 23.183s
20.  Giancarlo Serenelli  Lazarus                + 24.345s
21.  Julian Leal          Trident                + 38.351s
22.  Marcus Ericsson      iSport                 + 39.831s
23.  Rodolfo Gonzalez     Caterham                + 2 laps

Retirements:

     Stefano Coletti      Coloni                   20 laps
     James Calado         Lotus                    17 laps
     Daniel de Jong       Rapax                      1 lap

Fabio Leimer deixa concorrência quase a 1s e alcança pole-position

Fabio Leimer

Fabio Leimer vai largar na pole-position da primeira corrida da GP2 em Silverstone. Após o segundo treino livre do GP da Inglaterra de F1, nesta sexta-feira, o piloto suíço da Racing Engineering realizou 2:01:889, foi 0,915s mais rápido que Johnny Cecotto e vai largar na posição de honra de uma prova oficial da categoria pela primeira vez na carreira. Em 2011, o helvético saiu na frente numa corrida de exibição da GP2, em Abu Dhabi, mas a prova não valeu pontos para o campeonato.

A sessão de qualificação em Silverstone começou com muita chuva, como tem sido de praxe no circuito britânico desde o começo das atividades de pista neste fim de semana. Leimer assumiu a ponta do treino logo no início, mas foi batido com folga por Valsecchi, que não foi bem no único treino livre da GP2 durante o dia.

Aos poucos, Leimer foi perdendo algumas posições importantes, já que os rivais aproveitaram a ausência do suíço, que estava nas boxes, para subir algumas posições. Giedo van der Garde superou Fabio e subiu para segundo, e em seguida o suíço também foi batido por Cecotto e pelo piloto da casa, James Calado, tido como um dos favoritos à pole.

Entretanto, Leimer respondeu à altura e anotou o tempo que lhe garantiria a pole oficial na GP2, superando assim a marca de Valsecchi. E desde então, o italiano só perdeu posições e viu a hipótese de largar na primeira fila da grelha escorrer junto com as águas que insistiam em desabar em Silverstone. Gutiérrez chegou a marcar o segundo melhor tempo, mas não demorou muito para o mexicano ser superado por um bom Jolyon Palmer.

Provando que a pista estava em melhores condições, os tempos foram relegados e, consequentemente, as posições da grelha de partida mudaram bastante. Marcus Ericsson, da iSport, também arriscou tudo para fazer um tempo melhor, mas enfrentou problemas no seu carro e ficou parado na pista, causando a única bandeira vermelha da sessão quando faltavam dez minutos para o término.

Assim que a bandeira verde voltou a ser acionada, Valsecchi, como quase todos os pilotos, deixou as boxes, mas também enfrentou problemas e ficou parado na curva 17. Entretanto, a qualificação não foi interrompida e o local foi sinalizado com bandeiras amarelas. Pouco depois, Johnny Cecotto superou Palmer e voltou para a segunda posição. Razia era o quinto até os minutos finais, mas não conseguiu melhorar o seu tempo e foi superado, caindo para nono. Pior para Valsecchi, que vai largar só em 12º, três posições atrás do rival Razia.

Confira os tempos:

Pos Driver Team Time Gap
 1.  Fabio Leimer         Racing Engineering  2m01.889s
 2.  Johnny Cecotto Jr    Addax               2m02.804s  + 0.915s
 3.  Jolyon Palmer        iSport              2m02.872s  + 0.983s
 4.  Stefano Coletti      Coloni              2m03.004s  + 1.115s
 5.  Esteban Gutierrez    Lotus               2m03.258s  + 1.369s
 6.  James Calado         Lotus               2m03.274s  + 1.385s
 7.  Rio Haryanto         Carlin              2m03.398s  + 1.509s
 8.  Max Chilton          Carlin              2m03.423s  + 1.534s
 9.  Luiz Razia           Arden               2m03.553s  + 1.664s
10.  Giedo van der Garde  Caterham            2m03.565s  + 1.676s
11.  Felipe Nasr          DAMS                2m03.581s  + 1.692s
12.  Davide Valsecchi     DAMS                2m03.600s  + 1.711s
13.  Nigel Melker         Ocean               2m03.699s  + 1.810s
14.  Josef Kral           Addax               2m04.029s  + 2.140s
15.  Nathanael Berthon    Racing Engineering  2m04.140s  + 2.251s
16.  Fabrizio Crestani    Lazarus             2m04.280s  + 2.391s
17.  Rodolfo Gonzalez     Caterham            2m04.430s  + 2.541s
18.  Marcus Ericsson      iSport              2m04.767s  + 2.878s
19.  Daniel de Jong       Rapax               2m04.782s  + 2.893s
20.  Victor Guerin        Ocean               2m05.040s  + 3.151s
21.  Julian Leal          Trident             2m05.218s  + 3.329s
22.  Fabio Onidi          Coloni              2m05.350s  + 3.461s
23.  Simon Trummer        Arden               2m05.573s  + 3.684s
24.  Stephane Richelmi    Trident             2m05.677s  + 3.788s
25.  Ricardo Teixeira     Rapax               2m07.231s  + 5.342s
26.  Giancarlo Serenelli  Lazarus             2m09.161s  + 7.272s

Fabrizio Crestani lidera treino da GP2 marcado pela chuva

Fabrizio Crestani

Debaixo de um verdadeiro temporal, a GP2 realizou o seu primeiro treino livre no circuito de Silverstone na manhã desta sexta-feira. O treino foi bastante conturbado e atípico, teve três bandeiras vermelhas e foi abreviado na última delas, protagonizada pelo brasileiro Victor Guerin, da Ocean. Com apenas quatro voltas completadas, Fabrizio Crestani foi o mais rápido e colocou o carro da equipa ítalo-venezuelana Lazarus na frente. O piloto italiano arrancou 2:23:035, 1,172s mais rápido que Esteban Gutiérrez, da Lotus.

A primeira das três bandeiras vermelhas na sessão, de duração de 30 minutos, foi causada pelo angolano Ricardo Teixeira, que ficou com o seu carro parado na última curva e em condição bastante perigosa com apenas três minutos de treino. Pouco depois que a pista foi libertada, oito minutos depois da bandeira verde, foi a vez de Fabio Onidi, da Coloni, rodar na curva 5, também por conta da chuva.

Três minutos após o carro de Onidi ter sido removido da pista, Guerin rodou e ficou parado na última curva. Vendo que a situação não ia melhorar, a direção de prova da GP2 optou por encerrar prematuramente o treino em Silverstone.

Nenhum piloto conseguiu completar mais do que cinco voltas no circuito britânico. Crestani, o mais rápido, registou apenas quatro voltas, assim como Gutiérrez. Max Chilton, que terminou a sessão em terceiro, completou apenas três voltas, assim como o quarto classificado, o piloto da casa James Calado, companheiro de Esteban na Lotus.

Nigel Melker foi o quinto melhor classificado, seguido por Julián Leal. Felipe Nasr foi o melhor brasileiro do treino. O jovem piloto da Dams, acostumado a Silverstone, uma vez que fez as suas duas últimas temporadas na F3 Inglesa, arrancou a sétima marca, seguido por Rio Haryanto. Luiz Razia, vice-líder da GP2 2012, um ponto atrás de Davide Valsecchi, foi o nono, enquanto Fabio Leimer completou o top-3.

Confira os resultados:

Pos Driver Team Time Laps
 1. Fabrizio Crestani      Venezuela GP Lazarus      2m23.035s    4
 2. Esteban Gutierrez      Lotus GP                  2m24.207s    4
 3. Max Chilton            Carlin                    2m25.228s    3
 4. James Calado           Lotus GP                  2m25.386s    3
 5. Nigel Melker           Ocean Racing Technology   2m25.934s    4
 6. Julian Leal            Trident Racing            2m25.952s    5
 7. Felipe Nasr            DAMS                      2m26.081s    5
 8. Rio Haryanto           Carlin                    2m26.380s    3
 9. Luiz Razia             Arden International       2m26.676s    5
10. Fabio Leimer           Racing Engineering        2m26.900s    4
11. Johnny Cecotto         Barwa Addax Team          2m26.959s    3
12. Marcus Ericsson        iSport International      2m27.814s    3
13. Davide Valsecchi       DAMS                      2m28.704s    5
14. Nathanael Berthon      Racing Engineering        2m29.220s    3
15. Jolyon Palmer          iSport International      2m32.016s    3
16. Victor Guerin          Ocean Racing Technology   2m32.097s    3
17. Simon Trummer          Arden International       2m32.598s    4
18. Daniel De Jong         Rapax                     2m33.027s    5
19. Fabio Onidi            Scuderia Coloni           2m34.573s    4
20. Stéphane Richelmi      Trident Racing            2m25.095s    4
21. Giancarlo Serenelli    Venezuela GP Lazarus      2m41.346s    3
22. Josef Kral             Barwa Addax Team          2m45.872s    3
23. Stefano Coletti        Scuderia Coloni                        2
24. Ricardo Teixeira       Rapax                                  1
25. Giedo van der Garde    Caterham Racing                        0
26. Rodolfo Gonzalez       Caterham Racing                        0

Scuderia Coloni anuncia retirada da GP2 no final de 2012

Stefano Coletti

A Scuderia Coloni, equipa italiana que fez a sua estreia na GP2 em 2005, deixará a categoria ao final desta temporada. O anúncio partiu da própria categoria, que divulgou um comunicado na manhã desta sexta-feira. A justificativa da GP2 foi que houve um desentendimento com a equipa, que também perderá todos os pontos somados em 2012.

Por meio de uma breve nota, a GP2 anunciou a saída da Coloni da categoria. “Como resultado de um desacordo entre a Coloni Motorsport e a GP2, a Scuderia Coloni não vai participar da categoria a partir de 2013. A Scuderia Coloni perde todos os pontos recebidos ou que serão recebidos como equipa na temporada 2012”. Entretanto, ainda não está claro qual o real motivo do desentendimento entre a tradicional equipa italiana e a GP2.

Atual vice-líder da GP2, Luiz Razia foi um dos pilotos que já representou a Coloni na temporada. Neste ano, a equipa italiana conta com o monegasco Stefano Coletti e Fabio Onidi como pilotos titulares.

Ocean motivada para a GP2 em Silverstone

Ocean Racing Technology quer dar a volta na Inglaterra

Este fim-de-semana de 7 e 8 de Julho o traçado britânico de Silverstone recebe mais uma jornada do GP2 Series que enfrenta a sétima jornada da época, a segunda metade do Campeonato. Nigel Melker e Victor Guerin são os pilotos da Ocean Racing Technology que têm dado o seu melhor em pista com a expectativa de conseguirem chegar aos lugares pontuáveis, a meta para os dois pilotos estreantes.

A tarefa não tem sido fácil. Apesar de se mostrarem competitivos têm existido outros fatores que não têm ajudado a alcançar os objetivos. Mas nem por isso os pilotos perdem a confiança. Melker é dos dois aquele que mais à vontade está com o monolugar da equipa portuguesa e como tal espera:“Finalmente chegar ao top 10. Temos feito um bom trabalho e o carro tem estado bastante competitivo. Têm-nos faltado aquele bocadinho de sorte mas acredito que vamos lá chegar. Espero que Silverstone marque essa viragem”, disse o piloto holandês.

Victor Guerin, fará a sua quarta prova no Campeonato: “Confio bastante no trabalho da equipa e do meu engenheiro por isso espero que possamos ter um bom resultado. Fiz três provas de GP2 e duas delas em circuitos citadinos onde os acertos são muito distintos e onde os incidentes acabam sempre por condicionar os resultados. Agora que regressamos os circuitos ditos normais, espero poder fazer melhor”, completou o piloto brasileiro que compete igualmente na AutoGP.

As corridas podem ser acompanhadas em direto na Sporttv. No Sábado às 14.40h na Sporttv 4 e no Domingo às 9.30h na Sporttv 1.

James Calado arranca a pole-position a ferros em Valência

James Calado

No treino de qualificaçãoo para a etapa de Valência, disputado nesta sexta-feira, o brasileiro Felipe Nasr chegou a ficar com a pole provisória, mas acabou por ser superado por James Calado por apenas 0,005s. Ainda assim, o atual campeão da F3 Inglesa larga na primeira fila.

Antes de Nasr assumir a primeira posição, o treino da GP2 foi bastante tumultuado, já que Giancarlo Serenelli acionou a bandeira vermelha, logo no início, ao rodar em plena ponte. Com isso, os demais competidores foram obrigados a voltar às boxes com os pneus macios já desgastados, mas sem terem completado uma única volta rápida.

A partir daí, foi uma disputa entre quem conseguiu cuidar melhor dos pneus no início da atividade. Assim, duas equipas destacaram-se, a Dams e a Lotus. Primeiro, o líder do campeonato, Davide Valsecchi, assumiu a primeira posição para a escuderia francesa, antes de ser superado pelo companheiro, Felipe Nasr.

O brasileiro ficou um breve momento na primeira posição, já que James Calado completou a volta rápida de seguida e tomou a pole provisória por apenas 0,005s. Esteban Gutiérrez bem que tentou assumir o comando da atividade, mas o mexicano foi obrigado a contentar-se com o terceiro lugar na grelha de partida, derrubando Valsecchi para quarto.

No fim, Calado ainda tentou melhorar ainda mais a marca, mas acabou por rodar sem danificar o carro. Por precaução, a Lotus chamou o inglês para a garagem, e ele pôde comemorar a segunda pole-position em 2012.

Giedo Van Der Garde ficou com o quinto lugar, seguido por Max Chilton. Fabio Leimer, Jolyon Palmer, Marcus Ericsson e Rio Haryanto completaram o grupo dos dez primeiros.

Confira os tempos:

Pos Driver Team Time Gap
 1.  James Calado         Lotus               1m47.342s
 2.  Felipe Nasr          DAMS                1m47.349s  + 0.007s
 3.  Esteban Gutierrez    Lotus               1m47.444s  + 0.102s
 4.  Davide Valsecchi     DAMS                1m47.458s  + 0.116s
 5.  Giedo van der Garde  Caterham            1m47.543s  + 0.201s
 6.  Max Chilton          Carlin              1m47.674s  + 0.332s
 7.  Fabio Leimer         Racing Engineering  1m47.779s  + 0.437s
 8.  Jolyon Palmer        iSport              1m47.801s  + 0.459s
 9.  Marcus Ericsson      iSport              1m47.972s  + 0.630s
10.  Rio Haryanto         Carlin              1m47.996s  + 0.654s
11.  Luiz Razia           Arden               1m48.155s  + 0.813s
12.  Tom Dillmann         Rapax               1m48.176s  + 0.834s
13.  Stefano Coletti      Coloni              1m48.222s  + 0.880s
14.  Stephane Richelmi    Trident             1m48.288s  + 0.946s
15.  Johnny Cecotto       Addax               1m48.390s  + 1.048s
16.  Nathanael Berthon    Racing Engineering  1m48.518s  + 1.176s
17.  Simon Trummer        Arden               1m48.565s  + 1.223s
18.  Fabio Onidi          Coloni              1m48.578s  + 1.236s
19.  Josef Kral           Addax               1m48.626s  + 1.284s
20.  Julian Leal          Trident             1m48.641s  + 1.299s
21.  Fabrizio Crestani    Lazarus             1m48.846s  + 1.504s
22.  Rodolfo Gonzalez     Caterham            1m48.936s  + 1.594s
23.  Nigel Melker         Ocean               1m49.021s  + 1.679s
24.  Victor Guerin        Ocean               1m49.335s  + 1.993s
25.  Daniel de Jong       Rapax               1m49.900s  + 2.558s
26.  Giancarlo Serenelli  Lazarus

Marcus Ericsson bem encaminhado para a qualificação da GP2

Marcus Ericsson

Marcus Ericsson foi o mais rápido no treino livre para a etapa de Valência da GP2, disputado nesta sexta-feira. O sueco cravou o tempo de 1:48:088 para terminar com uma vantagem de 0,163s para o líder do campeonato, Davide Valsecchi.

A liderança de Ericsson serviu para comprovar a boa fase da iSport. A equipa inglesa andava em baixa desde que conquistou o título da temporada de 2007, com Timo Glock, e o vice de 2008, com Bruno Senna. Mas desde a última etapa, a escuderia já dava sinais de melhoria, quando Jolyon Palmer obteve a sua primeira vitória na categoria, nas ruas do Mónaco.

Assim, o sueco aproveitou-se da motivação extra dos integrantes da equipa para terminar com a primeira posição no treino livre no traçado urbano espanhol ao superar justamente Davide Valsecchi, o líder do campeonato.

A terceira posição ficou com Giedo Van Der Garde, que enfrentou um treino bastante conturbado e quase se envolveu num forte acidente. O holandês vinha numa volta rápida, quando se aproximou de Fabrizio Crestani, que não se percebeu da sua aproximação. Assim, o italiano fechou o adversário, forçando-o a desviar no último instante para evitar o contato.

Quem não teve o mesmo tipo de emoção foi Palmer, que terminou tranquilamente em quarto, seguido por Johnny Cecotto Jr. O grupo dos dez primeiros ainda contou com Max Chilton, Fabio Leimer, James Calado, Felipe Nasr e Stefano Coletti.

O treino foi paralisado por mais de cinco minutos após Rodolfo González sofrer um forte acidente. O piloto rodou na curva de número 13 e acertou a proteção, obrigando os fiscais a acionarem a bandeira vermelha para que o venezuelano fosse retirado do carro. O piloto saiu ileso do acidente.

O treino de qualificação para a etapa de Valência da GP2 acontece ainda nesta sexta-feira.

Confira os resultados:

Pos Driver Team Time Gap
 1.  Marcus Ericsson      iSport              1m48.088s
 2.  Davide Valsecchi     DAMS                1m48.251s  + 0.163s
 3.  Giedo van der Garde  Caterham            1m48.264s  + 0.176s
 4.  Jolyon Palmer        iSport              1m48.266s  + 0.178s
 5.  Johnny Cecotto       Addax               1m48.472s  + 0.384s
 6.  Max Chilton          Carlin              1m48.534s  + 0.446s
 7.  Fabio Leimer         Racing Engineering  1m48.627s  + 0.539s
 8.  James Calado         Lotus               1m48.862s  + 0.774s
 9.  Felipe Nasr          DAMS                1m48.939s  + 0.851s
10.  Stefano Coletti      Coloni              1m49.044s  + 0.956s
11.  Stephane Richelmi    Trident             1m49.178s  + 1.090s
12.  Josef Kral           Addax               1m49.303s  + 1.215s
13.  Luiz Razia           Arden               1m49.382s  + 1.294s
14.  Rio Haryanto         Carlin              1m49.461s  + 1.373s
15.  Simon Trummer        Arden               1m49.603s  + 1.515s
16.  Fabiano Crestani     Lazarus             1m49.605s  + 1.517s
17.  Tom Dillman          Rapax               1m49.693s  + 1.605s
18.  Esteban Gutierrez    Lotus               1m49.798s  + 1.710s
19.  Fabio Onidi          Coloni              1m49.994s  + 1.906s
20.  Nathanael Berthon    Racing Engineering  1m50.126s  + 2.038s
21.  Julian Leal          Trident             1m50.343s  + 2.255s
22.  Nigel Melker         Ocean               1m50.467s  + 2.379s
23.  Victor Guerin        Ocean               1m51.408s  + 3.320s
24.  Daniel de Jong       Rapax               1m51.480s  + 3.392s
25.  Giancarlo Serenelli  Lazarus             1m53.161s  + 5.073s
26.  Rodolfo Gonzalez     Caterham            2m03.746s  + 15.658s

Valência é o próximo desafio da Ocean na GP2

Nigel Melker

Cinco jornadas volvidas e a Ocean Racing Technolgy parte este fim-de-semana de 22 a 24 de Junho para o traçado citadino de Valência para mais uma corrida que se espera, tal como todas as outras, muito disputada e exigente. O piloto brasileiro Victor Guerin volta a juntar-se a Nigel Melker e ambos esperam conseguir dar à equipa portuguesa a oportunidade de somar pontos.

Victor Guerin soma apenas duas provas ao volante de um GP2 mas a sua estreia foi promissora ao arrecadar a volta mais rápida numa das corridas. Para Valência e apesar de não conhecer o circuito, o piloto brasileiro está bastante confiante: “Estou muito feliz por poder continuar com a Ocean na GP2. No fundo é o resultado do bom trabalho que fizemos nas duas corridas anteriores. Para este fim-de-semana o meu objectivo passa por fazer o melhor possível. O carro está bastante bom e conheço-o agora melhor pelo que acredito será tudo mais fácil. A minha ambição passa por terminar as provas no top 10”, explicou Victor.

Nigel Melker tem sido um piloto bastante rápido ao longo deste início de temporada, no entanto, nem sempre afortunado, para traduzir em resultados essa performance. Após este interregno, o piloto holandês regressa na máxima força e confiante para mais um fim-de-semana de provas: “Trabalhei bastante com a equipa neste período e penso que estamos preparados para enfrentar esta prova que será certamente difícil. O andamento em situação de corrida está bastante bom  e como tal estamos focados no trabalho para a qualificação que tem um papel fundamental no desfecho das provas. Quero de uma vez por todas entrar nos lugares pontuáveis”, disse.

As duas corridas terão transmissão em directo na Sporttv. No Sábado às 14.40h na Sporttv 3 e no Domingo às 9.35h.