Sebastian Vettel alcança a pole-position em Montreal

Sebastian Vettel

Não teve para ninguém no Canadá. Sebastian Vettel ampliou o domínio exibido na manhã deste sábado no terceiro treino livre, foi supremo em todos os segmentos da sessão de qualificação e, com facilidade, garantiu a pole-position do GP do Canadá, sétima etapa do Mundial de F1 em 2012. O alemão da Red Bull assegurou, no fim do Q3, a marca de 1:13:784, sendo o único a andar abaixo de 1min14s. Sebastian terá a companhia de Lewis Hamilton na primeira fila da grelha do circuito Gilles Villeneuve.

Fernando Alonso, provando cada vez mais a evolução da Ferrari F2012, garantiu o terceiro melhor tempo e vai largar ao lado de Mark Webber, companheiro de equipa de Vettel. Nico Rosberg cavou a quinta melhor marca, seguido por Felipe Massa, que indica mesmo uma fase de renascimento na temporada. Romain Grosjean é o sétimo da grelha e dividirá a quarta fila da grelha com o surpreendente Paul di Resta. Michael Schumacher e Jenson Button fecham o top-10.

Tão logo a direção de prova autorizou o início do treino, praticamente todos os pilotos foram à pista, com exceção de Vettel, Webber, Vitaly Petrov e Pedro de la Rosa. Mesmo com muito tráfego, os pilotos foram fazer os seus tempos, primeiro com pneus macios. Nos primeiros cinco minutos do Q1, só deu McLaren, com Hamilton na frente, com 1:16:232, e Button em segundo, mas 0,5s mais lento que o companheiro de equipa.

Pouco depois, foi a vez de Pérez, que faz a sua primeira participação no GP do Canadá, tomar a ponta da sessão, andando exatamente 0,099s mais rápido que Hamilton. Até que o seu companheiro de equipa, Kamui Kobayashi, foi o primeiro a romper a barreira de 1min15s, assumindo a ponta. Em ritmo alucinante, pouco tempo depois de Kamui registar a sua volta rápida, Alonso cravou 1:15:121, colocando a Ferrari na frente.

A Force India deu mais uma amostra de que tem um carro bem acertado para o fim de semana em Montreal. Após uma sequência de voltas rápidas, Hülkenberg, ainda com pneus macios, anotou 1:15:106, e momentaneamente ocupava a primeira posição, mas Alonso não deixou por menos e respondeu quase que de imediato, sendo o primeiro da grelha a andar abaixo de 1min15s, estabelecendo 1:14:916.

As marcas continuavam a cair em Montreal. Pouco depois de Alonso ter feito o seu melhor tempo, foi a vez de Schumacher praticamente garantir vaga no Q2 ao cravar 1:14:892. Vettel, em contrapartida, era o último classificado, já que não havia feito bom tempo de volta. Mas, depois de finalmente conseguir pista limpa, o bicampeão do mundo subiu para quarto, registando o mesmo tempo do compatriota Hülkenberg.

Não demorou muito para que Vettel mostrasse o melhor rendimento do RB8 ao fazer, sem dificuldades, o melhor tempo do Q1, com 1:14:743, seguido por Schumacher, Alonso e Webber. Hamilton, que começou o fim de semana como o favorito máximo à pole, teve um primeiro segmento de qualificação apenas discreta, para o potencial da McLaren, assim como o seu companheiro de equipa, Button.

Fernando Alonso

Quem não tinha a sua permanência assegurada no Q2 teve de trocar os pneus macios pelos supermacios, os mais rápidos disponibilizados pela Pirelli para Montreal. Pilotos como Senna, Pérez, Ricciardo, Maldonado, Button, Di Resta e Räikkönen gastaram um jogo de supermacios no Q1 para permanecer na qualificação. Lá na frente, com facilidade, Vettel melhorava ainda mais o seu tempo, com pneus macios. Sebastian cravou 1:14:661, perto da melhor marca do fim de semana, feita por ele próprio.

A sessão mais uma vez foi marcada pelo equilíbrio, com os 17 primeiros sendo separados por menos de 1s. Daniel Ricciardo, o 17º, foi o último a escapar da degola e avançou para o Q2. Quem fez companhia aos pilotos das equipas novatas, Heikki Kovalainen, Vitaly Petrov, Pedro de la Rosa, Timo Glock, Charles Pic e Narain Karthikeyan, habitués da eliminação no Q1, foi Jean-Éric Vergne, que ainda não encontrou a melhor forma em ritmo de qualificação. No fim das contas, Vettel fechou o Q1 na frente, com Hamilton e Button completando o top-3.

Ricciardo foi o primeiro a deixar o pit-lane, já com o seu STR7 calçado com pneus supermacios para tentar registar uma boa volta logo de cara. Praticamente todos os outros 16 integrantes do Q2 acompanharam o jovem australiano da Toro Rosso, que marcou 1:15:995 na sua primeira passagem, tempo bastante alto em comparação com os pilotos de ponta.

O Q2 começou a ficar mais empolgante após cinco minutos de sessão, com todos os pilotos na pista para marcar tempo. Rosberg chegou a ocupar a ponta, assim como Hamilton, mas Vettel não tomou conhecimento dos rivais e anotou a melhor marca de todo o fim de semana, 1:14:187, com pneus macios. Webber manteve o bom rendimento da Red Bull ao assegurar o segundo tempo, mas distante quase 0,3s do parceiro de Red Bull.

Na sequência, Hamilton conseguiu bater Webber e aproximou-se do tempo de Vettel, mas não conseguiu destronar o alemão do topo do Q2 em Montreal. Alonso, em contrapartida, não conseguia emplacar uma boa volta, ficando ameaçado de ficar de fora do Q3, assim como os pilotos da Williams e da Sauber. Destaque para Hülkenberg, sempre presente no rol dos dez primeiros quando faltavam cinco minutos para o fim do segundo segmento do treino.

Com pista livre, finalmente Alonso conseguiu um bom tempo no Q2, saindo de 16º para segundo lugar ao marcar 1:14:314, superando Hamilton e, praticamente, garantiu a sua ida ao Q3 no Canadá. Faltando três minutos para o encerramento da segunda parte da sessão, era Massa, em nono, quem estava ameaçado.

E foi justamente Pastor que protagonizou o momento mais espetacular da qualificação até então. Na tentativa de ir ao Q3, o venezuelano, que havia feito a melhor primeira parcial da pista, rodou na saída da chicane que dá acesso à reta da meta, mas conseguiu controlar o carro e não bateu no Muro dos Campeões. Entretanto, Maldonado ficou de fora da Q3, tendo só o 17º tempo, e vai largar atrás de Senna.

Além da dupla da Williams, Kobayashi, Räikkönen, Hülkenberg, que perdeu rendimento no final do seu treino, Ricciardo e Pérez também foram eliminados no Q2. Massa ainda garantiu-se na fase final da qualificação e terminou em nono, logo à frente de Button.

Com apenas dez minutos, o Q3 foi bastante agitado, com grande alternância de pilotos na liderança. Rosberg foi o primeiro a marcar tempo competitivo, com 1:14:664. Massa respondeu de imediato com 1:14:465. Hamilton tomou a pole provisória do brasileiro e colocou a McLaren na frente com um tempo apenas razoável, 1:14:439.

Mas Vettel provou que a Red Bull tem, de longe, o melhor carro em ritmo de qualificação e foi o primeiro piloto de todo o fim de semana a andar abaixo de 1min14s ao estabelecer 1:13:905. Noutra tentativa, o alemão foi ainda melhor, fez 1:13:784 e cravou a sua segunda pole na temporada, a 32ª na carreira, empatando com Nigel Mansell como quinto maior na estatística, ficando só atrás de Alain Prost, Jim Clark, Ayrton Senna e Michael Schumacher.

Hamilton conseguiu ainda a segunda posição e vai dividir a primeira fila da grelha em Montreal com o alemão da Red Bull. Alonso fez um bom treino e garantiu o terceiro lugar. O piloto da Ferrari vai largar ao lado de Webber, que no fim da sessão assegurou o quarto posto. Rosberg, Massa, Grosjean, Paul di Resta, Schumacher e Button completam a relação dos dez primeiros.

Confira os tempos:

Pos Driver Team Time Gap 
 1.  Sebastian Vettel      Red Bull-Renault     1m13.784s         
 2.  Lewis Hamilton        McLaren-Mercedes     1m14.087s + 0.303 
 3.  Fernando Alonso       Ferrari              1m14.151s + 0.367 
 4.  Mark Webber           Red Bull-Renault     1m14.346s + 0.562 
 5.  Nico Rosberg          Mercedes             1m14.411s + 0.627 
 6.  Felipe Massa          Ferrari              1m14.465s + 0.681 
 7.  Romain Grosjean       Lotus-Renault        1m14.645s + 0.861 
 8.  Paul di Resta         Force India-Mercedes 1m14.705s + 0.921 
 9.  Michael Schumacher    Mercedes             1m14.812s + 1.028 
10.  Jenson Button         McLaren-Mercedes     1m15.182s + 1.398 
Q2 cut-off time: 1m14.680s Gap **
11.  Kamui Kobayashi       Sauber-Ferrari       1m14.688s  + 0.501
12.  Kimi Raikkonen        Lotus-Renault        1m14.734s  + 0.547
13.  Nico Hulkenberg       Force India-Mercedes 1m14.748s  + 0.561
14.  Daniel Ricciardo      Toro Rosso-Ferrari   1m15.078s  + 0.891
15.  Sergio Perez          Sauber-Ferrari       1m15.156s  + 0.969
16.  Bruno Senna           Williams-Renault     1m15.170s  + 0.983
17.  Pastor Maldonado      Williams-Renault     1m15.231s  + 1.044
Q1 cut-off time: 1m15.552s Gap *
18.  Heikki Kovalainen     Caterham-Renault     1m16.263s  + 1.602
19.  Vitaly Petrov         Caterham-Renault     1m16.482s  + 1.821
20.  Jean-Eric Vergne      Toro Rosso-Ferrari   1m16.602s  + 1.941
21.  Pedro de la Rosa      HRT-Cosworth         1m17.492s  + 2.831
22.  Timo Glock            Marussia-Cosworth    1m17.901s  + 3.240
23.  Charles Pic           Marussia-Cosworth    1m18.255s  + 3.594
24.  Narain Karthikeyan    HRT-Cosworth         1m18.330s  + 3.669

Posted on 9 de Junho de 2012, in Fórmula 1 and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: