Jacques Viilleneuve critica F1 imprevisível e jovens pilotos: “São filhos do papá”

Jacques Villenueve

A imprevisibilidade das corridas da F1 neste ano tem sido alvo de críticas, tanto de alguns pilotos da atual grelha como de ex-pilotos, como Alain Prost. E agora tem mais um para lista: Jacques Villeneuve. O campeão do mundo de 1997 criticou os recentes resultados da atual temporada e foi ainda mais longe. Culpou os pneus da Pirelli e não poupou nem os pilotos, afirmando que são “infantis demais“.

Aos 41, o canadiano salientou que não se interessa pelo atual campeonato, que até agora viu seis vencedores diferentes nas primeiras seis corridas da temporada. “Não me vejo como um grande, grande fã neste momento. É imprevisível demais, principalmente por conta dos pneus dianteiros. Poucos pilotos conseguem lidar com eles. Os pneus simplesmente desaparecem, e isso não deveria acontecer na F1. Deveria ser mais gradual“, disse Villeneuve, às vesperas do GP do Canadá, que será realizado neste final de semana no circuito que leva o nome de seu pai, Gilles.

É sempre bom ver um piloto novo vencer e é algo que acontece de vez em quando, mas agora parece ser uma constante. Equipas e pilotos podem ser medíocres agora e, ainda assim, estarão na frente, porque de repente só se precisa disso, e as boas equipas e pilotos não podem fazer nada com relação a isso. Não é lógico. O melhor deve vencer“, completou.

Jacques também falou dos pilotos mais jovens da grelha. Para ele, muitos são apenas “filhos do papá“. “Eles pensam que isto é um jogo de computador e não é. É algo difícil e perigoso. Por exemplo o Bruno Senna em Barcelona, ele não estava na mesma corrida, estava extremamente lento e a bloquear alguns pilotos que estavam a lutar por pontos. Isto não é inteligente“, falou.

Acho que nos anos em que a F1 era realmente perigosa, há 20 ou 30 anos, o risco era muito alto e os pilotos simplesmente não agiam desta forma. Havia um respeito extra, bom senso. Eles não se tornavam pilotos aos 12 anos, com uma carreira toda financiada. Eles tiveram de trabalhar duro, não eram filhinhos dos papás como agora. Hoje, pilotam um F1 e ainda são crianças“, completou.

Posted on 7 de Junho de 2012, in Fórmula 1 and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: