E os vencedores da Taça são: César Campaniço/Carlos Vieira

César Campaniço e Carlos Vieira

A dupla do Audi R8 LMS, César Campaniço/Carlos Vieira venceu a segunda corrida realizada este fim-de-semana no Autódromo Internacional do Algarve e levam para casa a Taça de Portugal de Circuitos assumindo a liderança do Iberian Supercars Series. Mesmo a saírem do último lugar da grelha, rapidamente chegaram ao comando da prova. O ‘handicap’ que tinham para esta corrida obrigou a que cedessem a posição na paragem nas boxes para a dupla José Pedro Fontes/Miguel Barbosa. A dupla do Mercedes começou paulatinamente a ganhar terreno na frente, mas a quebra do fundo plano do carro forçou a um andamento mais lento e como consequência a perda do primeiro lugar. No terceiro posto ficou Patrick Cunha/José Ramos no Lamborghini Gallardo a mais de 17 segundos dos pilotos da frente fruto de um ‘drive-through’ devido a um incidente com o Ferrari de João Pedro Figueiredo/Hugo Godinho que cedo os afastou da luta da frente.

Entre os GT Cup, troca de posições face à primeira corrida, desta vez coube a Luís Reis no Ferrari vencer seguido de António e José Cabral no Porsche. Francisco Carvalho/Miguel Ferreira no Aston Martin foram ontem forçados ao abandono entre os GT4 mas hoje tiveram a desforra ao venceram na classe seguidos de Mauro Marques/Fábio Mota no Aston Martin.

No final da corrida César Campaniço/Carlos Vieira não escondiam a satisfação: “Foi uma corrida feita de trás para a frente. No início conseguimos evitar as confusões e chegámos rapidamente a segundo. Depois o adversário à nossa frente falhou a travagem e aproveitámos para passar. Tentámos ganhar vantagem pois sabíamos que tínhamos muito ‘handicap’ para cumprir. Sabíamos que o segundo lugar bastava para conseguirmos vencer a Taça e como tal não estávamos a forçar. Mas depois apercebemo-nos que o Zé Pedro estava com problemas e aproveitámos para subir ao primeiro lugar“, disseram os recém corados vencedores da Taça de Portugal.

Miguel Barbosa e José Pedro Fontes no segundo lugar lamentavam a falta de sorte ao longo do fim-de-semana: “Foi um fim-de-semana inglório para nós. Fomos sempre a equipa mais rápida mas a sorte não quis nada connosco. Nesta corrida levámos um toque logo no início que danificou o fundo plano no nosso carro. Quando estávamos na liderança, com uma vantagem confortável, a mesma acabou por partir e não deu para mais“.

Patrick Cunha/José Ramos estavam desagradados com o desenrolar da prova alegando não entenderem o motivo do ‘drive-through’: “Fizemos um bom arranque e quando estávamos a defender a posição somos abalroados. E logo de seguida penalizados. Não fosse este ‘drive-throug’ e teríamos ganho. Estamos chateados pois descordamos com a penalização“, disseram os pilotos da Goodsense Racing Team.

A próxima ronda do Iberian Supercars Series tem lugar neste mesmo circuito a 7 e 8 de Julho próximo.

Resultados da Corrida 2:

1º Campaniço/Vieira – Audi – GT3

2º Fontes/Barbosa – Mercedes – GT3

3º Cunha/Ramos – Lamborghini – GT3

4º Nogueira/Coimbra – Porsche – GT3

5º Reis – Ferrari – GT Cup

6º Cabral/Cabral – Porsche – GT Cup

7º Ferreira/Carvalho – Aston Martin – GT4

8º Marques/Mota – Aston Martin – GT4

9º Moreno/Moleiro – Porsche – GT Cup

10º Marreiros/Monroy – Porsche – GT4

11º Batista/Alonso – Ginetta – GT4

12º Godinho/Figueiredo – Ferrari – GT2

Posted on 3 de Junho de 2012, in Campeonato de Portugal de Circuitos and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: