Mark Webber nega ter bloqueado o pelotão para beneficiar Vettel

Mark Webber

Entre as voltas 31 e 45 do GP de Mónaco, disputado no último domingo, Sebastian Vettel, que havia largado na nona posição, ocupou momentaneamente a liderança da prova, já que a Red Bull retardou ao máximo a sua única paragem na corrida. Naquele momento, Mark Webber era o segundo, mas o primeiro dentre os que já haviam feito a paragem. O australiano era escoltado por Nico Rosberg, Fernando Alonso e Lewis Hamilton. Quando Sebastian fez o seu pit-stop, voltou em quarto, logo à frente de Lewis, e assim ficou até o fim da corrida.

A tática bem-sucedida da Red Bull logo levantou rumores no paddock, após a corrida, indicando que Webber segurou o ritmo dos adversários de propósito para beneficiar Vettel. A hipótese foi rechaçada pelo australiano na sua coluna semanal, escrita ao site da emissora britânica BBC. Mark defendeu-se e disse que tais especulações não passam de pura estupidez.

Ouvi depois que pessoas estavam a especular que segurei o Nico, o Fernando e o Lewis Hamilton, da McLaren, que também estava atrás de mim, para ajudar o meu companheiro de equipa, Sebastian Vettel, a ganhar posições”, lembrou. “Isso é uma pura estupidez. O Sebastian estava com os pneus gastos e teve de ir para as boxes porque nós começamos a andar mais rápido, mas se eles tivessem continuado [naquele ritmo], ele iria lutar pela vitória”, indicou o número 2 da Red Bull.

Se tivéssemos de tentar qualquer coisa, poderia ter feito. OSebastian estava com pista livre mas se quisesse que ele abrisse [vantagem] para os outros, poderia ter diminuído o ritmo e teria sido ainda melhor para a equipa, mas simplesmente não fazia parte do plano”, escreveu Webber.

Para deixar claro que não houve nenhuma intenção de beneficiar Vettel e executar um jogo de equipa para a Red Bull, Mark disse que tal postura o prejudicaria na pista e colocaria em risco a sua vitória, a primeira do ano. O resultado levou o australiano à vice-liderança do Mundial de Pilotos, empatado justamente com Vettel, ambos com 73 pontos, três a menos em relação a Alonso. “O problema ao tentar fazer isso é que se estaria a expor a uma pressão ainda maior com os pilotos atrás, como o Nico e o Fernando, por exemplo. E então a gente nas boxes poderiam atrapalhar-se com o pit-stop do Seb e tudo teria dado errado”, finalizou o veterano, de 35 anos.

Anúncios

Posted on 30 de Maio de 2012, in Fórmula 1 and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: