Motivação não falta a João Silva para a Grécia

João Silva

A primeira classificativa do Rali da Acrópole realiza-se esta quinta-feira ao final da tarde, sendo que o piloto madeirense João Silva e o seu novo co-piloto Hugo Magalhães não vêem a hora de iniciar a competição na segunda jornada deste ano da FIA WRC ACADEMY.

Depois de um Rali de Portugal que não correu de feição às aspirações da equipa, João Silva está empenhado em fazer com que a sorte mude nas classificativas gregas, tendo inclusive iniciado a sua preparação para esta prova com alguma antecedência, realizando uma sessão de testes intensiva com um Ford Fiesta R2 em tudo semelhante ao que utiliza na academia, na passada semana em Espanha, antes de rumar a Loutraki, localidade que será a base da prova grega do Mundial de Ralis da FIA.

João Silva está ciente de que “este será o maior desafio da minha carreira de piloto. Já terminamos os reconhecimentos e a dureza das especiais é algo que só mesmo passando por lá se pode compreender. Muita pedra solta e para se andar rápido é preciso acreditar que o carro vai resistir e que os pneus vão durar até ao fim, o que parece sempre inacreditável, dada a dificuldade dos pisos.”

Vai ser uma prova onde muitos pilotos vão ter surpresas desagradáveis ao nível mecânico e espero que tenhamos desta vez sorte e que o Ford Fiesta R2 acorde “bem disposto” para nos levar rápido e sem problemas de maior até ao final do rali no Domingo! Quero minimizar rapidamente a imagem que deixamos em Portugal e não vou deixar passar esta oportunidade, pois como se sabe, apesar de este ser o nosso primeiro rali fora de portas, pois Portugal apesar de contar para o Mundial foi em casa, pode também vir a ser o nosso último rali na academia em 2012 pois a continuidade não está ainda assegurada.

O trabalho de recolha de notas correu muito bem apesar de ser tudo novo para nós. Creio que em conjunto com o Hugo Magalhães consegui efectuar um bom trabalho e agora vamos ter de o traduzir num andamento superior ao que tive em Portugal e não vou pensar em gerir a corrida. Vamos dar o nosso melhor, sabemos os objectivos a que nos comprometemos, partilhamos objectivos comuns dentro do carro, e o espírito com que encaramos esta participação é excelente, o que me dá ainda mais motivação. Preciso de estar 100% concentrado para não cometer erros.

João Silva e Hugo Magalhães vão ter de enfrentar 22 classificativas ao longo de quatro dias, numa mistura demolidora de terra batida e rocha que desafia ao máximo todas as equipas e viaturas, e que todos os anos provoca muitas surpresas ao longo do grupo de equipas que vão alinhar à partida deste Rali da Acrópole.

Posted on 24 de Maio de 2012, in WRC Academy and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: