Mário Patrão impõe o ritmo na abertura do Ervideira Rali TT

Mário Patrão

O vencedor das duas primeiras provas do campeonato nacional de TT em motos, Mário Patrão, foi o mais rápido na Super-Especial de abertura do Ervideira Rali TT, prova que integra, pela primeira vez, o calendário nacional de todo-o-terreno nas duas rodas.

Num percurso elogiado pela maioria, o piloto da Suzuki RMZ demorou 4m27,98s a cumprir os cinco quilómetros e bateu o segundo classificado, Luís Ferreira, em Husqvarna TE 250 por 5,73s. O terceiro mais rápido, Paulo Felícia, em Husqvarna TE 449, ficou a 8,01s do vencedor.

Entre os quads, o triunfo foi para Miguel Rocha “Miguelito”, em Suzuki LTR 450, mas o equilíbrio foi a nota dominante, pois André Mendes, também em Suzuki LTR, ficou em segundo a apenas 26 centésimos. Roberto “Beto” Borrego, terminou no último lugar do pódio e demorou mais 0,57s do que o vencedor a cumprir o percurso desenhado na Herdade da Vendinha.

O melhor entre os Buggies/UTV foi Rui Serpa. Aos comandos de um Rage R 140 T, o quinto classificado do campeonato pulverizou os tempos de toda a concorrência e deixou o segundo e o terceiro melhores a mais de dez segundos de diferença.

No final da Super-Especial, Mário Patrão estava satisfeito com o seu arranque no Ervideira Rali TT. “Correu tudo bem. O piso estava escorregadio e o desenho do percurso era técnico. Falhei uma ou duas curvas, mas esteve tudo ok e estou pronto para amanhã”, afirmou.

A maioria dos pilotos também sentiu algumas dificuldades para dominar as suas motos pois a pista estava, apesar de seca e com pó, com condições de aderência exigentes.

Ciente dessas condições, Luís Ferreira optou por jogar pelo seguro. “Andei muito certinho. Estamos mais habituados a prólogos entre árvores. Este traçado é mais propício para os carros mas é agradável tanto para pilotos como para o público que consegue ver praticamente tudo”, disse o segundo classificado.

Estreante na modalidade, Paulo Felícia sentiu “pouca tracção”, no traçado da Super-Especial e, por isso, foi surpreendido em algumas curvas. “Fiz trajectórias diferentes daquelas que tinha pensado quando passei pelo percurso, de manhã, para fazer o reconhecimento. Estou satisfeito porque este é o meu primeiro ano no TT. É uma época de aprendizagem”, explicou Felícia.

Apesar das nuvens ameaçadores, a chuva não caiu, contribuindo para uma excelente tarde para a prática do todo-o-terreno, com vários pilotos a perguntarem, no final das suas prestações, se não podiam dar mais uma volta.

Primeiro classificado entre os quads, Miguel Rocha “Miguelito” desvalorizou o seu tempo na Super-Especial porque o ritmo entre os primeiros está altíssimo e amanhã há quase 300 quilómetros contra o cronómetro para fazer. “Não é um tipo de terreno que goste muito, porque é bastante encadeado. Mas correu muito bem. De qualquer modo, o que conta é amanhã, porque fizemos apenas cinco quilómetros de um total superior a 300.

Rui Serpa ficou extremamente satisfeito com a sua prestação no início do Ervideira Rali TT pelo resultado e pelo gozo que tirou durante a pilotagem, mesmo se não evitou alguns sustos. “Diverti-me imenso. O traçado era muito giro. O piso estava tão escorregadio que a determinada altura pensei que tinha furado”, confessou o líder da classificação dos buggies/UTV.

Amanhã, os pilotos têm uma passagem dupla pelo Sector Selectivo de 146 quilómetros, num total de 292 quilómetros. A primeira moto parte às 7h15, sendo que o início do derradeiro sector está previsto para as 10h45.

Classificações da Super-Especial:

Motos

1º Mário Patrão Suzuki RMZ 4m27,98s

2º Luís Ferreira Husqvarna TE 250 a 5,73s

3º Paulo Felícia Husqvarna TE 449 a 8,01s

4º Frederico Fino Yamaha YZ 450 F a 11,35s

5º David Megre KTM 250 SX-F a 15,87s

Quads

1º Miguel Rocha “Miguelito” Suzuki LTR 450 4m35,34s

2º André Mendes Suzuki LTR a 0,26s

3º Roberto “Beto” Borrego Yamaha YFZ a 0,57s

4º Fábio Vilhena Can-Am D XMX 450 a 6,33s

5º Rafael Acúrcio Can-Am DSXUX a 7,98s

Buggys

1º Rui Serpa Rage R140 T 4m49,64s

2º João Lopes/Bruno Santos Polaris RJR 900 a 10,12s

3º António Ferreira Rage R180 T a 10,77s

4º António Estêvão Can-Am Commander a 10,89s

5º Jorge Monteiro Polaris RZR 900 XP a 11,96s

Anúncios

Posted on 20 de Abril de 2012, in Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: