Kimi Raikkonen lamenta falta de sorte mas confiante para as próximas corridas

Kimi Raikkonen

É inegável que a Lotus deu um passo significativo à frente nesta temporada. Assim tem sido desde os testes de inverno, na Espanha, quando Kimi Räikkönen e Romain Grosjean vem a andar em ritmo muito próximo ao da McLaren e Red Bull, as duas grandes forças da F1 atual. No entanto, de acordo com o finlandês, campeão do mundo em 2007 e de volta à categoria neste ano, falta sorte para que a escuderia de Enstone mostre o seu verdadeiro potencial.

Após duas etapas do Mundial, os GPs da Austrália e Malásia, Kimi soma 16 pontos e está em sétimo no campeonato dos Pilotos. Romain, que por sua vez, também volta à F1 neste ano como titular, mal completou as primeiras corridas e está a zeros na classificação. Mas Räikkönen entende que o E20 pode mostrar-se ainda melhor.

Acho que tivemos um começo encorajador. Tem sido frustrante, às vezes, com a questão do chassi nos testes, a classificação na Austrália e a mudança na caixa de velocidades na Malásia, mas mostramos que podemos lidar com os problemas e voltar ainda mais fortes”, disse o nórdico em entrevista ao site da Lotus, veiculada nesta terça-feira.

Parece que nunca estive longe; a equipa tem feito um bom trabalho e eu estou claramente a trabalhar bem com eles, o que torna as coisas mais fáceis. O carro comporta-se bem, e claramente temos ritmo para estar à frente, só precisamos de uma melhor sorte”, avisou.

Kimi passou os últimos dois anos no WRC, quando correu pela Citroën Junior, e depois, por uma equipa de sua propriedade, a Ice1. Ainda que o ambiente do Mundial de Rali seja descrito por muitos como mais leve e despojado que a F1, por exemplo, o piloto da Lotus entende que jamais viu clima tão bom numa equipa quanto em Enstone.

É uma atmosfera diferente do que eu já experimentei antes. São todos muito abertos e descontraído, mas ao mesmo tempo, eles trabalham duro e prestam muita atenção aos detalhes. Eu sinto-me confortável aqui, o que me ajuda a focar em correr. Acho que é por isso que as pessoas parecem pensar que sou uma pessoa diferente, mas estou tão concentrado e motivado quanto antes”, finalizou, mais uma vez destacando a sua motivação por novamente fazer parte da F1.

Posted on 3 de Abril de 2012, in Fórmula 1 and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: