Sauber rejeita ordens de equipa a Sergio Pérez

Sérgio Pérez conquistou a melhor classificação de sempre da Sauber na F1

O facto de a Ferrari e a Sauber serem parceiras de longa data criou alguns boatos no circo da F1 após o fim do GP da Malásia, que aconteceu neste domingo, em Sepang. Um alerta da equipa a Sergio Pérez e o erro cometido pelo piloto logo na sequência serviram de ingredientes para a formulação de uma “teoria da conspiração”, que foi negada pelo proprietário da equipa suíça, Peter Sauber.

O recado que Pérez recebeu de seu engenheiro foi “Checo, tem cuidado, precisamos desta posição”. No fim da mesma volta o mexicano cometeu um erro que lhe custou as hipóteses de conquistar a sua primeira vitória na F1.

Dissemos para ele ter cuidado, pois precisávamos do resultado, pois todos os nossos adversários diretos estavam a marcar pontos”, afirmou Sauber, referindo-se às equipas do pelotão intermédio, Force India, Toro Rosso e Williams. “Foi porque precisávamos do resultado, não da posição, por isso há um pequeno mal-entendido”.

Ao ser perguntado se houve alguma interferência da Ferrari na decisão, Sauber foi enfático: “100% mentira. Não discutimos sobre o ‘Checo’ e não discutimos sobre a posição”.

Além do facto de a Sauber utilizar motores Ferrari, Pérez tem sido cotado como um dos favoritos a assumir o lugar de Felipe Massa na escuderia de Maranello, quando o contrato do brasileiro encerrar, no fim de 2012.

Posted on 25 de Março de 2012, in Fórmula 1 and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: