Stefano Domenicalli fala em desagrado com o F2012 mas Alonso esperançoso

Stefano Domenicalli prevê mais um ano difícil para a Ferrari

A Ferrari não vive um bom começo de temporada em 2012. A escuderia italiana não mostrou um bom desempenho nas três séries de testes coletivos da pré-temporada e agora admite não terá condições de lutar pelo pódio no GP da Austrália, o primeiro do ano, marcado para o próximo dia 18. Na última segunda-feira, falando aos funcionários de Maranello, Stefano Domenicali, chefe da equipa vermelha, reconheceu que a equipa tem problemas, mas frisou que o ano está apenas a começar.

É óbvio que não podemos estar felizes com os testes considerando as nossas metas, mas não vamos esquecer que o Campeonato ainda não começou”, disse Domenicalli. “Este é apenas o ponto inicial e temos uma temporada muito longa pela frente. Sabemos que existem algumas áreas onde temos de trabalhar muito, no que diz respeito a fiabilidade e performance, mas estou a esperar uma ótima resposta de todos e o desejo de mostrarem quem são”, completou o dirigente.

Fernando Alonso também tentou melhorar os ânimos na esquedra vermelha. O bicampeão aproveitou para agradecer o trabalho dos funcionários de Maranello e citou alguns exemplos para mostrar que a Ferrari ainda pode recuperar.

Acima de tudo, quero agradecer a todos vocês pelo trabalho que fizeram. Foram semanas e meses muito intensos e sei que estão a dar tudo que têm, que estão a trabalhar 24h por dia, sete dias por semana na pista e aqui na fábrica para darem a mim e ao Felipe um carro forte”, falou o espanhol. “O novo carro tem algumas características que são difíceis de entender e, talvez, ainda não estejamos onde gostaríamos. Mas nós todos passamos por muitas temporadas da F1 e sabemos muito bem que até a Austrália, não saberemos realmente onde estamos comparados aos outros”, defendeu.

O companheiro de Felipe Massa lembrou que a Red Bull também teve problemas e destacou a dobradinha italiana no GP do Bahrein de 2010, após uma pré-temporada difícil.

Tem muitas opiniões e ideias, mas ninguém sabe a verdade. Por exemplo, ontem [domingo] a Red Bull, considerada por muitos a líder, deu apenas algumas voltas e ficou na última posição da tabela: se algo similar tivesse acontecido conosco, o inferno teria despenhado, mas aqui ninguém percebeu”, falou. “Mais do que nunca, temos que dar nosso melhor para avançar, desde o responsável pelo retrovisor até o responsável pelo pistão. Estamos juntos e vamos dar tudo de nós, porque queremos a mesma coisa.”

Eu só quero lembrá-los de um episódio de dois atrás: no último teste em Barcelona, estávamos em quinto, atrás de Red Bull, McLaren, Sauber e Force India e duas semanas depois conseguimos uma dobradinha no Bahrein. O que importa não é ser o primeiro na primeira corrida, mas em novembro, no fim do campeonato”, concluiu.

Posted on 6 de Março de 2012, in Fórmula 1 and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: