Lotus parceria da Gravity-Charouz nas World Series by Renault

Richie Stanaway é um dos pilotos da Lotus

A Lotus uniu-se à equipa Gravity-Charouz nas World Series by Renault para competir a temporada de 2012. O nome da nova equipa será apenas Lotus, mas terá nacionalidade checa. Os pilotos serão Richie Stanaway, da Nova Zelândia, e Marco Sorensen, da Dinamarca.

A equipa já chega à categoria com a ambição de vencer corridas e terminar entre os três primeiros no campeonato de pilotos. Stanaway tem bom histórico, tendo sido campeão de Fórmula 3 Alemã em 2011 e vencido uma corrida de GP3 com a Lotus-ART, mesmo tendo participado de apenas duas etapas.

Encontrei-me com a equipa pela primeira vez após a última temporada. Fiquei muito impressionado com a operação e as muitas mudanças que tinham acontecido. Senti-me muito confortável com eles“, afirmou Stanaway. “Em 2012 vamos ficar felizes de representar a Lotus, o que inclui a F1. Vai haver uma grande batalha nas World Series by Renault, que está a tornar-se numa categoria muito competitiva e eu estou ansioso por isso“, disse.

A Lotus tem um programa de desenvolvimento de jovens pilotos por meio de apoio em equipas em categorias de base como a GP2 e a GP3, além das World Series by Renaul. A Fórmula 3 Alemã também é alvo de investimentos da equipa, e Sorenson, vice-campeão da categoria em 2011, disse estar otimista por trabalhar com uma equipa da F1.

Temos o apoio da Lotus e isso é ótimo. Estou ansioso para ver o novo carro, que vai ser mais potente, comparado com as especificações do ano passado. Mal posso esperar para o começo da temporada“, disse o dinamarquês. A Gravity-Charouz entrou nas World Series by Renault em 2011 e terminou a temporada no sétimo lugar, tendo conseguido três pódios com Brendon Hartley.

O diretor de automobilismo da Lotus, Claudio Berro, ressaltou o compromisso da construtora com o desporto motorizado. “Este é um projeto importante para nós. Em todas as categorias que entramos temos pilotos fortes, um bom suporte e miramos alcançar as primeiras posições“, observou.

O dirigente disse ainda que os pilotos da equipa têm boas hipóteses na F1 no futuro. “A equipa ficou muito encorajado pela performance deles e pela fiabilidade mostradas nos testes de pós-temporada, onde eles se saíram bem sem muita experiência com o carro. Temos muita confiança neles“, comentou. Nos dias 13 e 14 de março a escuderia vai à pista de Paul Ricard para testes.

Posted on 2 de Março de 2012, in World Series by Renault and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: