Vitaly Petrov confiante numa boa época com a Caterham

Vitaly Petrov

Depois de viver um inverno sob a sombra da incerteza quanto ao seu futuro na F1, Vitaly Petrov finalmente encerrou os rumores e foi confirmado na última sexta-feira como novo titular da Caterham, substituindo o veterano Jarno Trulli. O russo mostrou-se feliz por continuar na categoria e muito animado por dar sequência à sua carreira pela equipa malaia.

Em entrevista concedida à imprensa britânica, Petrov falou sobre o período complicado que viveu entre a dispensa da Lotus e a confirmação como novo piloto da Caterham e aproveitou para elogiar a escuderia verde e amarela, exaltando, principalmente, a ambição exibida pela equipa que fez a sua estreia na F1 em 2010, quando adotou o nome Lotus.

O inverno foi bastante difícil para mim. Foi um longo inverno. Esperei por três meses antes do anúncio do que eu faria no futuro. Agora estou muito mais feliz”, vibrou Vitaly, que já se vê estender o seu vínculo com a Caterham visando, principalmente, o GP da Rússia, que será realizado a partir de 2014.

Depois de ter feito sua estreia pela Renault, atual Lotus, quinta força da F1, Petrov vai integrar uma equipa que figurou nas últimas posições da grelha da F1 nos dois últimos anos. O russo não vê a situação como problema, mas sim como uma motivação a mais no seu novo ciclo na carreira.

Claro, vou melhorar com uma uma nova equipa como a Caterham. Eles têm um grande futuro, e como se pode ver, eles fizeram os dois últimos anos e foram melhorando o carro ano após ano”, disse o piloto de 27 anos, destacando a ambição da equipa de Tony Fernandes.

Vitaly Petrov confiante no futuro da Caterham

Dentre as três equipas que se estrearam na F1 em 2010, a Caterham é a que mais evoluiu. A equipa foi capaz de garantir bons patrocínios para melhorar a performance na categoria e afirmou parcerias importantes com a Renault, para fornecimento de motores, e com a Red Bull, que entrega da caixa de velocidades, sistema hidráulico e também o Kers.

Visando avançar ainda mais e alcançar o pelotão intermédio, a equipa de Heikki Kovalainen, e agora, também de Petrov, vai deixar a atual sede, em Hingham, Norfolk, rumo a uma nova fábrica, em Leafield, também na Inglaterra. A base foi antiga sede da Arrows, na época de Tom Walkinshaw, e também, por último, da extinta Super Aguri.

Eles têm o Kers e em agosto vão mudar para uma nova fábrica. Gosto do que eles estão a fazer e gosto de ser parte da equipa. Eles têm muita gente nova a trabalhar, e neste verão eles vão-se mudar para uma fábrica muito maior. Esta equipa realmente parece muito forte e eles têm uma grande ambição para o futuro”, finalizou.

Posted on 19 de Fevereiro de 2012, in Fórmula 1 and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: