Albert Costa tramado por suposto empresário

Albert Costa

Aos 21 anos, o espanhol Albert Costa está a conhecer de perto as dificuldades que um piloto enfrenta para chegar à F1. O antigo rival de Jean-Éric Vergne e Daniel Ricciardo, nova dupla da Toro Rosso, nas categorias de base afirmou que está longe de um acordo para correr em 2012 e revelou ter sido vítima de um golpe enquanto negociava a permanência nas World Series by Renault.

Eu quero dizer a todos que eu estou completamente livre de contratos. Durante o Inverno, um muita gente aproximou-se com a promessa de me ajudar a chegar à F1 caso se tornasse meu empresário. Eu estava a trabalhar com alguém nos últimos dois meses, que tinha dito contar com um grande patrocinador e que estava tudo certo para que eu continuasse nas World Series by Renault”, declarou.

Costa contou que só descobriu o golpe em que se metera no momento de assinar com a actual campeã Carlin, para permanecer na categoria. “Nós ligamos para a Carlin e eu disse ao Trevor, chefe da equipa, que eu tinha um patrocinador. Mas na hora de discutir o contrato, o ‘empresário’ disse: ‘Não, não. Nós temos um problema com o patrocinador’ e desapareceu. Então, desde a semana passada, estou sozinho, livre, sem empresário nem dinheiro”, lastimou.

Em 2011, Costa disputou as World Series by Renault, terminando na quarta posição, com uma vitória. A maior conquista da carreira do espanhol foi o título da Fórmula Renault Eurocup, em 2009, vencendo a Jean-Éric Vergne. O espanhol, aliás, destacou a rivalidade, e os títulos conquistados, com os actuais pilotos da F1 para justificar por que deveria continuar a correr.

Eu conheço o Jean-Éric Vergne, o Daniel Ricciardo, o Charles Pic e, algumas vezes, eu venci corridas contra eles. Nós temos mais ou menos a mesma idade, mas agora eles estão na F1 e parece que eu terei que voltar para casa”, disse.

Costa, por fim, admitiu que aceitaria uma vaga em qualquer categoria desde que não precisasse passar o ano acompanhando o automobilismo pela televisão. “Está a ficar tarde para fechar um acordo nos monolugares, mas eu só quero correr. Não importa se for nos turismos ou em outra categoria. Eu realmente não me preocupo em ganhar dinheiro, mas seria muito mau se passar o ano todo em casa”, encerrou.

Posted on 26 de Janeiro de 2012, in World Series by Renault and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: