Hélder Rodrigues vence penúltima etapa do Dakar

Cyril Després vai vencer o Dakar

Pelo menos oficialmente, ainda resta uma especial para o encerramento do Rali Dakar. Entretanto, a etapa de apenas 29 km de trecho cronometrado a ser disputada entre Pisco e Lima, capital do Peru, no domingo, deve ser apenas protocolar. Desta forma, Cyril Després praticamente garantiu o tetracampeonato do maior rali do mundo neste sábado. O francês da KTM terminou a 13ª etapa da prova, entre Nasca e Pisco, na segunda posição, atrás apenas do português Hélder Rodrigues, da Yamaha.

O único que tinha chances de tirar o título de Després era Marc Coma. Entretanto, o catalão enfrentou diversos problemas no trecho cronometrado de 275 km, cometeu erros de navegação, sobretudo no km 207, e perdeu quase 15 minutos em relação ao rival, quando a sua caixa de velocidades da sua KTM apresentou uma falha que praticamente lhe tirou qualquer hipótese de lutar pelo tetracampeonato do Dakar em uma etapa e contra um adversário que não permite erros. Marc finalizou a especial apenas em 18º.

A prova começo sob domínio total de Després. O francês tirou proveito do facto de Coma largar na frente e abrir caminho para os rivais. Marc perdeu muito tempo logo de cara, e o seu rival, ao contrário, abriu vantagem de 3min40s na ponta. No entanto, a vantagem de Després, sobretudo na classificação geral, foi reduzida para apenas 30s no terceiro ponto de cronometragem. Depois disso, a sorte abandonou Coma, que enfrentou ao mesmo tempo problemas mecânicos e de navegação, colocando fim ao sonho do tetra, deixando a vitória escapar para o rival francês.

Vencedor do dia, Rodrigues manteve ritmo consistente do início ao fim da especial, sempre andando entre os três melhores da classificação da etapa, terminando o percurso em 3h21min16s, apenas 47s à frente de Després. Foi a segunda vitória de Hélder no Dakar em 2012. O português da Yamaha herdou a vitória na oitava especial da competição, entre Copiapó e Antofagasta, uma vez que Coma e Després foram punidos pelos comissários com o acréscimo de tempo graças às trocas de motor.

Jordi Viladoms, outro que fez grande prova, fez o terceiro melhor tempo do dia. Destaque do Dakar, Joan Barreda Bort levou a Husqvarna à quarta posição, terminando à frente do seu companheiro de equipa, o português Paulo ‘Speedy’ Gonçalves. Pal Anders Ullevalseter voltou a andar bem e posicionou a sua KTM em sexto, seguido de Alessandro Botturi. Franz Verhoeven, da Holanda, foi o oitavo com Sherco. O português Ruben Faria e Daniel Schöder, na sua melhor performance, ambos com KTM, fecharam o top 10 em Pisco. Pedro Bianchi Prata, português da Husqvarna, ficou na 44ªposição.

Na classificação geral, faltando apenas a etapa cronometrada de 29 km entre Pisco e Lima, Després ostenta 11min03s de frente para Coma, e apenas uma hecatombe tira o tetracampeonato das suas mãos. Hélder Rodrigues ratificou a condição de terceiro melhor piloto do Dakar e continua na em terceiro.

Jordi Viladoms segue em quarto, à frente de Stefan Svitko, Ullevalseter é o sexto, seguido por Gerard Farres Guell e Alessandro Botturi. Olivier Pain colocou a segunda Yamaha na lista dos dez primeiros, enquanto Zanol vai assegurando uma importante décima colocação no seu primeiro Dakar. Rúben Faria encontra-se na 12ªposição, Paulo Gonçalves em 26º e Bianchi Prata em 43ºlugar.

Posted on 14 de Janeiro de 2012, in Dakar and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: