Marc Coma vence e recupera liderança; Dois portugueses no top 3

Marc Coma

Marc Coma é o novo líder da classificação geral do Rali Dakar. Após começar a segunda metade da competição, nesta segunda-feira, com a disputa da oitava especial da prova, entre as cidades chilenas de Copiapó e Antofagasta, o catalão contou com o problema do maior rival na luta pelo tetra, Cyril Després. O francês atolou a sua KTM nas traiçoeiras dunas do deserto do Atacama e perdeu muito tempo em relação ao seu adversário.

Melhor para Coma, que começa a semana final do Dakar na liderança, 1min26s à frente de Després, após a cronometragem oficial divulgar o tempo corrigido. O espanhol, actual campeão da prova, completou os 477 km de trecho da especial em 5h03min52s.

A dobradinha da KTM, facto comum em todo o Dakar 2012, aconteceu novamente, mas desta vez, sem a presença de Després. O português Ruben Faria alcançou nesta segunda feira o seu melhor desempenho no Dakar deste ano e terminou em segundo, distante a uns exactos 7min de Coma. O luso chegou à frente do também português Hélder Rodrigues, da Yamaha, seguido por Joan Barreda, da Husqvarna. O catalão deu sequência à boa prova que vem a fazer neste começo de 2012.

Stefan Svitko também mostrou grande rendimento e colocou a sua KTM na quinta posição. Antes divulgado como 14º classificado na especial, Després, após os tempos corrigidos, ficou com o sexto melhor tempo da etapa. Do segundo ao sexto, todos teminaram a especial com margem menor que 10min em relação ao vencedor, Coma.

Juan Pedrero Garcia, companheiro de equipa de Marc Coma, facturou a sétima melhor marca, seguido por David Casteu, que voltou a andar bem no Dakar. O francês da Yamaha terminou a especial na oitava posição, seguido por Jordi Viladoms, catalão da KTM.  Johnny Aubert, que pela primeira vez terminou uma etapa do Dakar no rol dos dez primeiros, fechou a especial em décimo.

Paulo Gonçalves é que teve um dia azarado e cheio de problemas, fazendo com que o piloto da Husqvarna acabasse a etapa na 16ºposição. Já Pedro Bianchi Prata, o também piloto da Husqvarna conseguiu continuar a sua senda de melhoria e acabou a etapa na 48ªposição.

Coma, com 23h24min18s de tempo total após oito etapas, agora tem vantagem, embora nada confortável, em relação a Després. O equilíbrio quanto ao desempenho da dupla é bastante grande e só mesmo uma falha, como a cometida pelo catalão em San Juan (erro de navegação), ou como o ocorrido com o piloto francês, também tricampeão do Dakar, na especial desta segunda. Mas um verdadeiro abismo separa a dupla do resto dos classificados.

Hélder Rodrigues continua em terceiro, mas está 49min01s atrás de Coma. Apesar disso, aproveitou o mau dia de Gonçalves para consolidar a 3ªposição. Com isso, Casteu recuperou e já ocupa a quarta posição, posicionando duas motos da Yamaha entre os quatro primeiros do Dakar. O português Paulo Gonçalves é então o quinto, seguido por Viladoms e Gerard Farres Guell. Stefan Svitko segue em oitavo, enquanto Juan Pedrero Garcia e Olivier Pain fecham a lista dos dez primeiros do Dakar.

Quanto a Rúben Faria, o excelente 2ºlugar na etapa de hoje proporcionou-lhe mais uma subida de posições e é agora o 13º classificado. Já Pedro Bianchi Prata, encontra-se na 51ªposição.

Posted on 9 de Janeiro de 2012, in Dakar and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: