Marc Coma marca passo e vence etapa; Portugueses em destaque

Marc Coma

Disposto a reagir depois de uma terça-feira bastante negativa, Marc Coma dominou a quarta especial do Rali Dakar, realizada nesta quarta-feira entre as cidades argentinas de San Juan e Chilecito, na região de La Rioja. O tricampeão da prova não deu hipóteses aos adversários e liderou em todos os pontos de cronometragem com a sua KTM, chegando ao fim da especial de 326 km em 4h16min43s. Cyril Després chegou à meta na segunda posição, 2min02s atrás do catalão. O francês, também de KTM, permanece líder geral da competição das motos.

Assim como já havia feito na terça-feira, quando terminou em segundo, Franz Verhoeven novamente mostrou boa forma com a sua Sherco e fechou a quarta-feira de novo no top-3. Depois dos favoritos, o holandês foi o melhor do resto, completando a especial de Chilecito a 8min26s do tempo de Marc Coma. Outro piloto que está a começar a mostrar bom desempenho é o português Hélder Rodrigues. Apagado nos primeiros dias de Dakar, o luso da Yamaha concluiu a etapa em quarto.

O também português Paulo ‘Speedy’ Gonçalves foi o melhor piloto da Husqvarna na quarta etapa do Dakar. Quinto classificado na etapa, o português foi seguido por Juan Pedrero Garcia, companheiro de equipa de Marc Coma. O catalão, dono da KTM número 5, também voltou a fazer boa prova e num momento crucial, quando os rumos do Dakar começam a ser definidos.

Alain Duclos, com Aprilla, mostrou força, voltou a andar bem e fechou o dia em sétimo. Na sua terceira participação no maior rali do mundo, Stefan Svitko conquistou em Chilecito o seu melhor resultado desde a largada. O eslovaco de 29 anos, que guia uma KTM, garantiu uma óptima sétima posição, à frente de Francisco ‘Chaleco’ López, que tem vindo a sentir dificuldades, sobretudo físicas, e aos poucos vai perdendo o bom rendimento apresentado no começo da prova. O chileno da Aprilla terminou o dia em nono, enquanto David Casteu completou a lista dos dez mais rápidos do dia.

Quanto aos restantes pilotos português, Rúben Faria foi 19º na etapa. O colega de equipa de Cyril Després continua a sentir bastantes dores após a queda sofrida na etapa de ontem. Já Pedro Bianchi Prata, o piloto da Husqvarna continuou um rali com uma má performance na ligação de hoje e foi 75º.

Ainda faltam dez etapas para o fim do Dakar e a disputa das motos está completamente em aberto, embora a tabela da classificação geral esteja a confirmar as previsões de que o título deverá ficar mesmo entre Després e Coma. O francês continua na liderança da prova e está a 8min10s do maior rival na luta pelo tetra. O português Hélder Rodrigues agora é o terceiro, seguido por ‘Chaleco’ López.

O maior prejudicado do dia, graças ao seu próprio desempenho, foi Casteu, que caiu de terceiro para quinto no Dakar. O português Paulo Gonçalves é o sexto, à frente de Verhoeven, Pedrero Garcia e Jordi Viladoms. Gerrard Farres Guell fecha o top-10 geral do Dakar com nada menos que cinco motos da KTM, contra duas da Yamaha, uma da Husqvarna, outra da Aprilla e a Sherco de Verhoeven.

Rúben Faria é agora o 28º na classificação geral, a cerca de 1h40m da liderança, isto acumulado a uma penalização de 40 minutos. Já Pedro Bianchi Prata, o luso encontra-se actualmente na 55ªposição.

Posted on 4 de Janeiro de 2012, in Dakar and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: